sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

TÉCNICO POTIGUAR LEVA TIME CAZAQUE PARA FINAIS DA COPA UEFA DE FUTSAL


Kairat Almaty futsal (Foto: Divulgação)

O Kairat Almaty, do Cazaquistão, confirmou o favoritismo e garantiu a classificação para a fase final da Copa da Uefa de Futsal no último fim de semana. Jogando em casa, na nova arena construída em Almaty, a equipe comandada pelo brasileiro Ricardo Sobral, o "Cacau", venceu as três partidas pelo round de elite e vai para o "Final Four" contra Sporting (Portugal), Inter (Espanha) e Ugra Yugorsk (Rússia).

As vítimas do Kairat foram o Real Rieti (Itália), o Feniks (Kosovo) e o Nikars Riga (Letônia). Os placares foram 3 a 2, 6 a 0 e 4 a 1, respectivamente. 


- Devido ao ranking da Uefa, pegamos na primeira rodada o Riet, campeão italiano, que conta com nove brasileiros e um espanhol. Juntos ao nosso time, eram os favoritos da chave. Era o confronto que praticamente decidiria o grupo. Foi um jogo dificílimo, ganhamos por 3 a 2, mas fomos muito superiores - declarou Cacau.

Ricardo Sobral Cacau Kairat Almaty futsal (Foto: Divulgação)O Final Four será disputado no final de abril. As datas serão confirmadas ainda em dezembro, com o sorteio promovido pela Uefa.

- Vamos esperar para ver quem será o nosso adversário na semifinal e vamos lutar por nosso terceiro título. Vencemos a Copa da Uefa duas vezes, em 2013 e 2015, e será muito importante para o nosso clube igualar o Inter, único tricampeão europeu - mira Cacau. 


O técnico potiguar sabe que a missão não será fácil, considerando que Gazprom-Ugra Yugorsk e Inter fizeram a decisão em 2016. O título ficou com os russos na oportunidade.

- O Gazprom é o atual campeão da Europa. É uma equipe com muitos brasileiros e jogadores da seleção da Rússia. O Inter tem o Ricardinho, melhor jogador do mundo, além do Rafael Rato, Daniel Japa, Darlan, e outros jogadores da seleção espanhola, como Ortiz, Borja e Jesus. É uma equipe favoritíssima e que sempre briga pelo título quando disputar o final four - analisou Cacau.

O Kairat passou por uma pequena reformulação em relação ao último título europeu, conquistado em 2015. O time cazaque não conta mais, por exemplo, com os brasileiros Jé e Léo. Léo, na verdade, atua pela seleção do Cazaquistão e hoje está emprestado ao Sporting, também finalista da Copa da Uefa.

Kairat Almaty futsal Douglas Júnior (Foto: Divulgação)- Para repor, trouxemos o Neto, campeão mundial em 2012 e eleito o melhor jogador do mundo na oportunidade. Contamos também com o Hossein Tayebi, melhor jogador do Irã na Copa do Mundo, que fez um gol contra o Brasil - destacou o treinador.

Cacau ainda fez questão de frisar a evolução e a importância do fixo Douglas Júnior, também potiguar. Divanei, artilheiro da rodada de elite com sete gols, também mereceu elogios.

- Divanei e Douglas foram os melhores jogadores no round de elite de Almaty. Douglas vem se destacando a cada ano e hoje é o principal jogador do Kairat - concluiu.

FONTE: globoesporte.com


EM DIA DE LUTO, ABC ELIMINA MACAU E FAZ FINAL DO POTIGUAR

ABC x Macau futsal (Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte.com)O trágico acidente com a delegação da Chapecoense na Colômbia comoveu o Brasil e o mundo nesta terça-feira. Em Natal, o ABC realizou homenagem às vítimas antes do jogo contra Macau, válido pela semifinal do Campeonato Norte-rio-grandense de Futsal. Os jogadores entraram em quadra com uma faixa com uma mensagem de solidariedade. As duas equipes e todos os presentes ao ginásio Marcelo Carvalho (DED), no bairro de Candelária, também respeitaram um minuto de silêncio. Com a bola rolando, o Alvinegro venceu por 5 a 0 e garantiu a classificação para a decisão contra Alto do Rodrigues.
O placar dilatado não condiz com o equilíbrio visto em quadra. É claro que o ABC foi superior e mereceu a vitória, mas a goleada só foi construída em falhas do adversário na utilização do goleiro-linha, no final da partida.
ABC x Macau futsal (Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte.com)
Com o ginásio do DED mais uma vez lotado - a torcida do Macau compareceu em bom número, vale ressaltar -, o ABC abriu vantagem no primeiro tempo. Erivélton Sabará, de falta, fez o primeiro. O segundo veio após jogada de Maxwell e Rogério, em que a bola desviou em Diego, do Macau. A arbitragem assinalou gol contra.
A equipe macauense foi valente e partiu para o tudo ou nada na segunda etapa, mas não obteve êxito. Nas melhores chances, em chutes de Helber "Neguinho", o goleiro veterano Bizinho conseguiu salvar. Mais experiente, o ABC esperou o erro do adversário para ampliar e matar o jogo. Foi assim na falha do goleiro Rafael Dipirona, que perdeu a bola no meio da quadra, deixando a trave aberta para o gol de Preto. Em lance parecido, mas em falha do goleiro-linha Magno, Chimba marcou o quarto. Betinho fechou o placar em outro contra-ataque do Alvinegro.
FONTE: globoesporte.com/rn

REAL JUVENTUDE ESTÁ FORA DO CAMPEONATO ASSUENSE ADULTO DE FUTSAL 2016


O Real Juventude se despediu do campeonato da cidade do Assu de Futsal 2016 com uma imagem muito positiva. O verdão da 24 de Junho perdeu na semifinal de 5 a 2 para a tradicional boa equipe do Cruzeiro de Assu . Colaborava para a confiança dos atletas e torcedores do Real Juventude as boas partidas que a equipe fez no último jogo da fase classificatória e nas quartas de finais, pois haviam vencido e demonstrado evolução. As equipes reforçaram com atletas de outras regiões do RN. O Real com sua base de atletas de Carnaubais que por sinal, bons jogadores para destaque o DUDU que joga o estadual do futsal pela a equipe do Alto Rodrigues FC da Cidade do Alto do  Rodrigues/RN e com já conhecidos KEKEU de Angicos e NUNA de Fernando Pedrosa/RN que também joga por Alcerim/Lajes no estadual de futsal 2016.
Quando soou o apitou inicial o Cruzeiro foi pra cima e abril 2 gols de vantagem, mas o Real estava bem na partida e depois de muitas chances perdidas fez seu gol, terminando o primeiro com o Cruzeiro na frente 2 a 1.
No Segundo tempo jogo continuava equilibrado, o Real precisando marcar o gol tomou iniciativa do jogo e o Cruzeiro nos contra ataques perigosos, e foi em desses contra ataque que o Cruzeiro marcou,o terceiro gol azulino, com isso, o Real entrou com o goleiro linha e conseguiu marcar com o atleta Dudu que sobrinho o ex-jogador profissional BARATA de Carnaubais/RN que já jogou no Real Juventude. Com o 3 a 2 o Real continuou com o goleiro linha e sabia que tinha um risco e infelizmente ele aconteceu, com erro de passe no ataque a equipe do Cruzeiro tomou a bola e marcou o quarto gol, neste momento da partida a equipe do Real sentiu o gol, mas insistiu com o goleiro linha que era a única maneira de marcar gols, e já no final em outra jogada mal realizada pela equipe do real o Cruzeiro aproveitou e  marcou o quinto gol dar números finais a partida.

Saímos de cabeça erguida, o trabalho por mais difícil que é o esporte amador foi realizado, estamos no caminho certo, no ano passado saímos na primeira fase, aprendemos com os erros, este ano chegamos na semifinal e com boa chance de irmos a final, não deu, parabéns ao Cruzeiro e boa sorte, esperamos o próximos ano participarmos mais um vez.  Agradecemos aos amigos e colaboradores que ajudaram e aos atletas pela campanha, disse o professor NEGUINHO.

CAMALEÃO DO VALE CONTINUA REFORÇANDO PARA O POTIGUAR 2017


Paulinho, 24 anos, que já passou pelo ASSU, ABC, Sport Recife, foi Campeão Estadual pelo Operário FC do Paraná e hoje retorna para integrar a equipe do Camaleão.

Outro reforço é Dedé Macaíba, que já atuou na categoria de base do ABC e foi destaque desse ano no campeonato municipal de São Gonçalo, atuando pelo Estrela de Ouro. Vem para manter o bom trabalho, contribuir com o time do ASSU e promete desempenhar um excelente trabalho em 2017.

MAIS UM GOLEIRO

Na última sexta-feira 26/11 a diretoria do ASSU fecha mais uma contratação, desta vez com o grande goleiro Bruno Dias. Natural de Mogi das Cruzes-SP, Bruno já atuou no União Mogi-SP, Queimadense-PB, Mogi das Cruzes, Aparecida e o último clube que defendeu foi o AA Araguaia. Atualmente com 26 anos, o goleiro tem tudo pra fechar o gol do ASSU e demonstrar a experiência adquirida até aqui!


FONTE: assucamaleao.com


FAMÍLIA AGUARDA CHEGADA DO CORPO PARA FAZER O VELÓRIO E ENTERRO DE GIL NO RN


Gil Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)"Eu jamais imaginei passar por uma dor como essa". A trágica notícia da morte do volante 
potiguar Gil deixou todos os moradores da cidade de Nova Cruz, a 93 Km de Natal, em estado de choque. O jogador, que nasceu na cidade, mas que foi registrado no município vizinho de Santo Antônio, também no interior do Rio Grande do Norte, é uma das vítimas do acidente com o avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, local que seria realizado o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional. O irmão mais velho de Gil, o ex-jogador Geraldo Madureira, conversou por telefone com o GloboEsporte.com e narrou, com profunda tristeza, o momento em que recebeu a confirmação da morte do irmão caçula, ainda na manhã desta terça-feira.


- Está todo mundo em estado de choque. Muitas pessoas estão nos apoiando, falando com a gente, prestando alguma forma de ajuda. É uma questão muito dolorosa. Eu jamais imaginei passar por uma dor como essa. Meu pai está desolado em casa. Minha mãe precisou ser socorrida ao hospital da cidade. É uma pancada no coração da gente, que machuca demais - contou Geraldo.
Em um primeiro momento, chegou a ser divulgado de que os familiares viajariam a Medellín para a identificação dos corpos. No entanto, o secretário-geral da CBF, Walder Feldman, disse em entrevista coletiva na Arena Condá, em Chapecó, que a situação estava avançada e as identificações estavam sendo realizadas com a verificação dos passaportes dos jogadores e dos demais passageiros. Com isso, os corpos devem ser trazidos ao Brasil em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). 
Em seguida, será feito um velório coletivo em Chapecó. Depois, o corpo de Gil será levado para Nova Cruz, para ser novamente velado. A chegada está prevista para o fim de sexta-feira até a manhã de sábado, para que seja feito o velório e o enterro do jogador. Desta vez, com a presença dos familiares, dos amigos e de toda a população do município potiguar. A prefeitura de Nova Cruz decretou luto oficial por três dias.
De acordo com Geraldo Madureira, a previsão para a chegada do corpo de Gil é entre sexta-feira e a manhã deste sábado. O velório será realizado no ginásio Giovanna de Azevedo Targino, em Nova Cruz e o enterro no cemitério público municipal. 
José Gildeixon Clemente de Paiva tinha 29 anos e estava há dois na Chapecoense, clube onde conquistou o Campeonato Catarinense deste ano e faria sua primeira decisão internacional na carreira. Gil era o terceiro irmão de cinco, que tinha Geraldo e Michele como os mais velhos e Gisele e Wescley como os caçulas do quinteto. O jogador deixa duas filhas - uma com cinco anos e outra com três - e a mulher, Valdécia, que também é do Rio Grande do Norte.

FUTURO INTERROMPIDO

Gil Chapecoense Copa Robinson Faria (Foto: Reprodução)Gil era um menino franzino, desconfiado, mas com um sonho de ser tornar jogador de futebol. Habilidoso, começou a dar os primeiros toques em uma escolinha no município de Nova Cruz, no interior do Rio Grande do Norte. O primeiro treinador foi Valdo Salú, ex-jogador, que tornou-se agente de Gil com o passar dos anos. A primeira "peneira" que participou foi aos 14 anos, onde mostrou que teria um futuro brilhante.
Entre os 15 e os 16 anos, Gil realizou testes para entrar nas categorias de base de três clubes: Sport, CSA e URT. Sem sucesso nas investidas, quase desistiu do sonho de calçar uma chuteira. Motivado pelo professor, foi levado para mais uma etapa eliminatória na carreira e, desta vez, firmou vínculo no Mogi Mirim. Aos 16 anos, foi destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2005, onde ficou por mais três anos.
Aos 19 anos, voltou a Nova Cruz e fez parte da equipe amadora da cidade potiguar em um campeonato com clubes do interior do Rio Grande do Norte. Em 2008, foi negociado por empréstimo ao Guaratinguetá, e, em seguida, para o Vitória. Nesse período, mudou de agente esportivo e perdeu contato com Valdo Salú.
- Nessa saída dele do Mogi (Mirim) para o Guaratinguetá, houve um contrato diferente e nós perdemos o contato. Mesmo assim, o acompanhei na carreira e vi a evolução técnica dele, que era um excelente volante - comentou ex-agente.
Do Guaratinguetá, passou ainda pelo Vitória e Santo André, mas não obteve o sucesso e o rendimento esperado. Em 2010, foi emprestado para a Ponte Preta, mas também não conseguiu demonstrar o futebol que o marcou no início da carreira.
Gil Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)Negociado com o Coritiba em 2011, Gil teve uma alavancada na carreira. Um ano depois, participou da campanha do título Paranaense. Esteve em campo com a camisa do Coxa em 107 jogos. Sem espaço na equipe, foi emprestado a Chapecoense e completou 96 partidas, com cinco gols. Valdo lamenta a perda do amigo, a quem chamava de "irmão".
- Era um cara muito simples, humilde, sempre na dele, nunca bebeu e nunca teve vício nenhum. Sempre teve uma boa personalidade. Depois das travadas no início da carreira, conseguiu uma alavancada impressionante. Perdemos um grande amigo, perdi um irmão e Nova Cruz perdeu um grande uma pessoa. A cidade está triste. O pessoal que gosta de futebol está sentindo muito. Os amigos estão inconsoláveis - concluiu Valdo.

FONTE: globoesporte.com/rn

ASSU CONTRATA MAIS JOGADORES PARA ESTADUAL 2017


Trata-se do meia Dhiego Lomba, 28 anos.
Lomba já atuou no futebol europeu jogando na Armenia e Grécia o que o tornou mais dinâmico e objetivo.
Também teve passagens importantes em clubes brasileiros. Foi revelado pelo Vasco da Gama e jogou em também pelo Botafogo, Portuguesa Santista e foi vice-campeão Paulista da Série A3 pelo Independente de Limeira.

O bom filho a casa torna!!
Estamos falando dele, Gilmar Couto. Atacante de que já passou por aqui e que foi artilheiro em 2011-2012, e fez questão de retornar ao clube esse ano. 
Nascido em Umuarama no Paraná, mas radicado em Alagoas, Gilmar 1,90m e 34 anos já passou por clubes de Alagoas, Sergipe e no exterior jogou pelo TSV Ottersberg. Seu último clube foi o São Luiz.
Gilmar volta ao ASSU neste ano para abrilhantar ainda mais essa equipe.
O ASSU também fechou contratação com o zagueiro Yago, jogador que foi revelado no Goiás e sagrou-se campeão Estadual sub 20. Atuou também no Veranópolis, Anápolis e atualmente defendia o Ceilândia. Com apenas 22 anos e 1,88 de altura, Yago vem para fechar a defesa do ASSU.

FONTE: assucamaleao.com



TRAGÉDIA COM O AVIÃO DA CHAPECOENSE/SC FICARÁ PARA MARCADA POR MUITO TEMPO NA HISTÓRIA ESPORTIVA

(29 nov) Socorristas trabalham no local do acidente - AFP

Vinte e um jornalistas estavam no avião que caiu na Colômbia. Vinte deles morreram nessa tragédia. Eles viajavam com os jogadores para contar para todo o país a última etapa dessa campanha histórica da Chapecoense na Copa Sul-Americana. Entre os 20 mortos, três eram da TV Globo e cinco do grupo RBS.
Informação. Emoção. São as nossas ferramentas no jornalismo esportivo. E a Chape estava oferecendo um roteiro delicioso. Matéria-prima de primeira. Éramos 20 no avião e outros tantos nas redações à espera dessa final inédita. Infelizmente, esse jogo acabou sem começar.
Dessa vez doeu estar perto da notícia. Doeu ser a notícia. Companheiros de trabalho queriam, sim, mostrar uma outra história.
Nós, do esporte, escrevemos com alegria nas mãos. Filmamos com brilho no olhar. Gostamos de falar sorrindo. Nos próximos dias, os brasileiros iriam assistir à penúltima aventura da Chapecoense na Copa Sul-Americana. Mas, infelizmente, as câmeras e microfones perderam bons amigos.        
O repórter Giovane Klein acompanhava de perto a Chape ou o Verdão do Oeste. Fez da Arena Condá a sua segunda casa. Vinha trabalhando nessa campanha histórica. Giovane Klein tinha 28 anos e estava na RBS, emissora afiliada da TV Globo, havia pouco mais de um ano.
Além dele, estavam no voo Djalma Araújo Neto, um dos cinegrafistas mais experientes da RBS. Tinha 35 anos e deixa dois filhos. Bruno Mauri da Silva, de 25 anos, era técnico de externas da emissora catarinense.
Laion Espindula, repórter do Globoesporte.com. Aos 29 anos era setorista do site na Chapecoense. Andre Podiack, de 26 anos, trabalhava como repórter do Diário Catarinense.
Guilherme Marques também era muito jovem. Estava na TV Globo desde 2013. Completou 28 anos na última sexta-feira (25). Na internet, comemorou a chance de estar num grande jogo. "Bora lá contar essa história, o capitulo mais importante nos 43 anos da Chapecoense". O ano de 2016 vinha sendo especial pro Gui. Na Olimpíada, cobriu o vôlei de praia. Não escondeu a alegria de acompanhar a medalha de prata de Ágatha e Barbara e a medalha de ouro de Bruno Schmidt e Alison.
Salgueirense, vestiu a camisa azul Globeleza. Adorava ser escalado nos desfiles das escolas de samba no Rio de Janeiro.
Em uma imagem ainda no aeroporto de Guarulhos, Guilherme conversava com o xará e produtor do Esporte Espetacular Guilherme Van der Laars. Sobrenome holandês, sangue brasileiro. Amava a profissão. Trabalhou nos jornais Lance e Extra e foi para TV Globo em 2011. Fez a série "A Base", que mostrava os problemas do futebol brasileiro pós-Copa de 2014. Vibrou quando descobriu um moleque de pé descalço numa favela de Salvador. Tinha 43 anos, a idade da Chapecoense. Casado. Pai de dois filhos e o terceiro chega em dezembro. Guilherme era do mar. Adorava fazer travessias.
Este ano venceu o medo de altura. Escalou o Monte Olimpo, na Grécia, com o campeão Emanuel, com Clayton Conservani e com Ari Junior, que também estava no avião na Colômbia.
Ari, como chamávamos, era um artista. Parecia pintar novas paisagens com a câmera. Mas adorava o verde do Goiás, time do coração. Tinha 45 anos e deixou quatro filhos.
Começou a brilhante carreira na TV Anhanguera, afiliada da TV Globo em Goiânia. Trabalhou na TV Globo de São Paulo e estava no Rio de Janeiro. Fez parte da equipe do “Planeta extremo”, programa finalista do Emmy. Em uma das edições, reproduziu o drama de um time de rúgbi que estava num avião que caiu nos Andes e matou 29 pessoas.
Contadores de histórias que foram homenageados por atletas. O craque de futsal Falcão lembrou de Guilherme Marques. E o jogador de basquete Tiago Splitter, de Ari Junior, que mostrou seu talento mais uma vez no seu último trabalho. Imagens inéditas de um campeonato de altinha, em Macaé, cidade do estado do Rio. O sol vai continuar brilhando e o céu ganhou um monte de gente bacana.
FONTE: g1.globo.com